Insônia

INSÔNIA

Insônia é um distúrbio do sono em que a pessoa tem dificuldade em pegar no sono ou permanecer dormindo. Pessoas com insônia muitas vezes despertam durante a noite e, em seguida, têm dificuldade em voltar a dormir. Por isso, se sentem cansadas ao acordar, apresentam problemas de falta de memória ou falta de concentração, baixo rendimento e insatisfação com a qualidade do sono.1,2

A insônia é um problema de saúde comum.2 Estima-se que cerca de 40% dos brasileiros tenham algum tipo de dificuldade em dormir.3 Dados mundiais relatam que mais de 60% da população em geral apresenta sintomas de insônia e até 21% relatam consequências graves no dia-a-dia.4 Mais recentemente, consequências cardiovasculares e maior taxa de mortalidade também têm sido relatadas.5

As pessoas podem se sentir deprimidas e irritadas quando tem insônia de longa duração. Além disso, esses pacientes apresentam maior taxa de absenteísmo, ou seja, faltam ao trabalho duas vezes mais que aqueles que dormem bem. Eles também apresentaram mais problemas no trabalho (incluindo a diminuição de concentração, dificuldade em realizar tarefas, e maior frequência de acidentes). Esses dados sugerem que a insônia crônica pode trazer consequências socioeconômicas significativas.6

img-Infografico-insonia

Adaptado de: Associação Americana do Sono, Insomnia. Disponível em: https://www.sleepassociation.org/patients-general-public/insomnia_/

Para entender mais sobre insônia e doenças que afetam o sono e ainda ter acesso a conteúdos exclusivos sobre qualidade de vida e bem estar, faça o cadastro no Programa Viva.

Referências:

1.Associação Brasileira do Sono, Insônia. Disponível em: http://www.absono.com.br/leigos/principais-transtornos-do-sono/.
2. Associação Americana do Sono, Insomnia. Disponível em: https://www.sleepassociation.org/patients-general-public/insomnia_/
3. Lamberg, L.World Health Organization targets insomnia. JAMA, 1997; 278(20), 1652-1652.
4. Berlim, M. T., Lobato, M. I., & Manfro, G. G. Diretrizes e algoritmo para o manejo da insônia. AV Cordioli, Psicofármacos: Consulta rápida. 2005, Porto Alegre: Artmed.
5. Troxel WM, Buysse DJ, Matthews KA, Kip KE, Strollo PJ, Hall M, Drumheller O, Reis SE. Sleep symptoms predict the development of the metabolic syndrome. Sleep. 2010 Dec;33(12):1633-40.)
6. Benca RM. Consequences of insomnia and its therapies. J Clin Psychiatry.2001;62 Suppl 10:33-8.