A VIDA COM EM

A VIDA COM EM

Sinto cansaço o tempo todo. É por causa da Esclerose Múltipla (EM)?

O cansaço, ou fadiga, é o sintoma mais comum da EM, porém ocorre em diversas doenças e situações clínicas, não sendo típico da EM. Sabe-se também que alguns medicamentos utilizados no tratamento da EM podem piorar este sintoma. No geral, pode-se dizer que a fadiga:

– afeta cerca de 70% das pessoas com EM;

– pode piorar com o calor, as infecções e o estresse;

– em muitos casos pode ser reduzida com, por exemplo, a prática regular de exercícios (com orientação de um profissional) e o descanso (reserva de energia);

– pode ser provocada por outros motivos além da EM.

Converse com seu(sua) médico(a) sobre a fadiga e outros sintomas que você sinta.

Todas as pessoas com Esclerose Múltipla (EM) acabam utilizando cadeiras de rodas?

Não. Atualmente, a vida das pessoas com EM é muito diferente e melhor que há 20 anos, quando se sabia menos sobre a doença. Hoje em dia, os tratamentos modificadores da EM podem diminuir o número e a gravidade dos surtos, além de reduzir a progressão da incapacidade, por exemplo, de movimentação, que a EM pode causar. Seguir as recomendações e o tratamento orientado pelo(a) seu(sua) médico(a) adequadamente, se for o caso, contribuem para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes.

É verdade que pessoas com Esclerose Múltipla (EM) não devem praticar exercícios físicos?

Não. Quando realizados corretamente e orientados por um profissional da área, os exercícios físicos auxiliam em muito as pessoas com EM. Converse com seu(sua) médico(a) sobre os exercícios indicados ao seu caso e como executá-los de maneira segura. A atividade física adequada para cada caso melhora a qualidade de vida das pessoas com EM e sem EM.

A mulher com Esclerose Múltipla (EM) pode ter filhos?

Muitas mulheres com EM podem ter filhos, sim. No entanto, a mulher deve ser informada que, no caso dela fazer uso de medicamentos para tratamento da EM, estes não são indicados durante a gravidez, na maioria dos casos. Desta forma, é importante que a mulher converse antes com seu(sua) médico(a) sobre sua vontade de engravidar, e sobre os prós e contras desta decisão. 

Referências

1. Zuvich RL et al. Semin Immunol 2009; 21:328-33

2. Compston A. McAlpine’s. Multiple Sclerosis. 2006; Jacobs LD et al. Mult Scler 1999;5:369-76

3. Barten LJ et al. Drug Des Devel Ther 2010; 4:343-66;

4. Buchanan RJ et al. Mult Scler 2004; 10:660-7; 5

5. Image from www.who.int/

6. Coyle PK. Continuum 2004; 20:43-60; 5

Última Atualização: 15/04/2016

ACESSE AQUI OUTROS CONTEÚDOS
DE ESCLEROSE MÚLTIPLA